• Telefone: (16) 2101-7700
  • E-mail: contato@multifrio.com.br
  • Horário: Seg à Sex: 8:00 - 18:00h Sábados: 8:00 - 12:00h
30/01/2019

Os supermercados californianos não podem mais utilizar hidrofluorcarbonos (HFCs) de alto potencial de aquecimento global (GWP, em inglês) em diversas aplicações de refrigeração.

A proibição entrou em vigor em 1º de janeiro e está baseada em regulamentações promulgadas pela Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA).

Agora, os fluidos refrigerantes R-404A e R-507A, entre outros, não podem mais ser utilizados em sistemas de refrigeração comercial novos e modernizados e unidades de condensação remotas; unidades independentes retrofitadas; novas unidades independentes de média temperatura dotadas de compressor com capacidade inferior a 2,2 mil BTU/h e sem evaporador inundado.

A partir de 2020, os refrigerantes com alto GWP serão banidos de outras aplicações. Por exemplo, em 1º de janeiro de 2020, o R-404A e o R-507A serão proibidos em novas unidades independentes de temperatura média com um compressor de 2,2 mil BTU/h ou capacidade superior e contendo evaporador inundado, bem como em todas os novas unidades de refrigeração independentes.

O R-404A, o R-507A e o R-134a, entre outros refrigerantes, serão banidos de novas geladeiras e freezers compactos para uso doméstico em 1º de janeiro de 2021; no ano seguinte, eles serão banidos de novas unidades não compactas.

Em 1º de janeiro de 2023, o R-404A e o R-507A, entre outros refrigerantes, serão banidos de novos sistemas de armazéns frigoríficos.

De acordo com a nova lei, os fabricantes não podem vender equipamentos ou produtos que usam HFCs proibidos fabricados após suas respectivas datas de proibição.

Além de proibir HFCs específicos de alto impacto climático, a legislação californiana também estabelece um programa de incentivo para adoção antecipada de tecnologias de baixo GWP em sistemas de refrigeração.

Para que o Conselho de Recursos Atmosféricos da Califórnia (CARB) implemente o programa, o legislativo deve primeiro aprovar o financiamento. Uma vez que o financiamento tenha sido alocado, o CARB pode prosseguir com a implementação do programa de incentivo.

Em março de 2017, o CARB adotou oficialmente uma estratégia para eliminação de poluentes climáticos de curta duração (SLCPs), que inclui a limitação do uso de refrigerantes de alto GWP.

A estratégia contém proibições a refrigerantes com um GWP superior a 150 para novos sistemas estacionários de refrigeração e com mais de 750 para novos equipamentos de ar-condicionado fixos com 900 gramas ou mais de refrigerante, entre outras proibições. O CARB espera implementar essas regras ainda em 2019.

De acordo com um a legislação local, a Califórnia será obrigada a reduzir, até 2030, 40% das emissões de HFCs com base nos níveis de 2013.

Outros estados seguiram a liderança da Califórnia em 2018, com Connecticut, Maryland e Nova York anunciando planos para desenvolver regulamentações que eliminarão gradualmente o uso de HFCs.

Todos os quatro estados fazem parte da Aliança Climática dos EUA, uma coalizão bipartidária de governadores de 16 estados e Porto Rico, que anunciou em junho passado seu compromisso de reduzir SLCPs, incluindo HFCs.

Fonte: Blog do Frio

Deixe um comentário

  • Ribeirão Preto:
    (16) 2101-7700
    São Sebastião do Paraíso:
    (35) 3531-4446

  • Loja 1:
    Rua José de Alencar, 436
    Campos Elíseos - 14080-350
    Ribeirão Preto - SP

    Loja 2:
    Rua dos Antunes, 733
    Nossa Sra. Aparecida - 37950-000
    São Sebastião do Paraíso - Minas